Portos

Confraria Marítima visita Leixões

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

No passado dia 18 de Novembro, um grupo de Confreiras e Confrades e seus familiares, visitou o porto de Leixões e o novo terminal de cruzeiros.

 

A visita amavelmente organizada pelo Confrade Pedro Valle Teixeira, Coordenador do núcleo do Porto, teve início pelas 15h e permitiu aos membros da Confraria e outros ilustres convidados do Porto e arredores, visitar de autocarro, sob as judiciosas explicações da Dra Helena Gomes Fernandes, Diretora de Marketing da APDL, as instalações da maior infraestrutura portuária do norte do país. Com efeito, aí passam cerca de 2.700 navios por ano, movimentando anualmente, cerca de 20 milhões de toneladas de diversas mercadorias ( têxteis, vinhos, cereais, sucata de vidro, ferro, aço, automóveis, componentes eólicas, etc), operando ininterruptamente, e representando já cerca de 25% do Comércio Externo Português por via marítima. Como nos foi dito, o porto de Leixões utiliza os mais modernos equipamentos e sistemas automáticos, estando dotado de excelentes acessibilidades marítimas, rodoviárias, ferroviárias e aéreas, o que permite escoar e receber, com rapidez, segurança e eficiência, todo tipo de mercadorias.

No Terminal de Cruzeiros

Em seguida, os visitantes tiveram oportunidade de conhecer o novo terminal de Cruzeiros, belíssima obra da autoria do Arqº Luís Pedro Silva, professor da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, várias vezes premiada a nível nacional e internacional, incluindo o prémio de Arquitetura e Design da AZAwards, selecionado entre 826 projetos de mais de 50 países. Aí foram simpaticamente recebidos pela Profª Dra Guilhermina Rego, ilustre Presidente do Conselho de Administração da APDL (Administração dos Portos do Douro,Leixões e Viana do Castelo,S.A.) e pelo Prof.Dr.Vítor Vasconcelos,insigne cientista e biólogo, Presidente do CIIMAR (Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto), que após as boas vindas os levaram a percorrer o edifício carregado de simbologia marítima e várias salas e laboratórios do CIIMAR, dedicados a trabalhos de investigação de alunos de Mestrado e Doutoramento.

O grupo de confreiras e confrades no anfiteatro do Terminal de Cruzeiros de Leixões

Os visitantes tiveram ensejo de ouvir interessantes explicações sobre as diversas atividades em curso, características desta  magnífica construção e investimentos futuros . Vários dos visitantes não quiseram perder a oportunidade de fotografar o interior do edifício e o magnífico pôr-do- sol no último piso, a partir da varanda circundante sobre a Barra do Douro.

Confraria admite cinco novos confrades

Finalmente, cerca das 20h, teve lugar um cocktail seguido de jantar no simpático hotel Tryp-Porto- Expo, propriedade do conhecido Empresário e Confrade, Senhor José Armando Ferrinha. Imediatamente antes do jantar, onde estiveram presentes cerca de 40 pessoas, o Presidente da Direção da Confraria Marítima de Portugal, Vice – Almirante Henrique Alexandre da Fonseca, deu as boas-vindas aos Confrades e seus familiares, bem como aos novos candidatos. Apresentou os membros da Direção ali presentes, agradeceu em particular, a valiosa colaboração do Confrade Pedro Valle Teixeira, e explicou os objetivos da Confraria Marítima de Portugal, e a razão de ser desta visita ao Porto de Leixões, uma vez que tratando-se de uma Confraria de âmbito nacional, desde o início da sua criação, se tem procurado incluir todos os anos no plano de iniciativas bi-mensais, uma saída da área de Lisboa para visita a locais de interesse relacionados com o Mar. Seguiu-se a apresentação e cerimónia de admissão dos cinco novos confrades, convidados a integrar a Confraria exatamente pelo seu interesse pelo Mar e pelo trabalho desenvolvido em prole dos assuntos do Mar português. Os novos Confrades são a Profª Dra Guilhermina Rego, o Arqº Fernando Paiva Leal, o Prof. Dr. Vítor Vasconcelos, o advogado maritimista Francisco Espregueira Mendes e o engº Bruno Costa. Na ocasião, foi-lhes colocado o colar e medalha da Confraria e os membros da Direção entregaram um ‘pin’ e o diploma aos novos Confrades, todos muito aplaudidos pela assistência.

A nova confreira e os novos confrades pousaram para a posterioridade com a direção da Confraria.

O convívio prolongou-se em seguida num simpático jantar e serão, que a todos deixou boas recordações e um desejo de voltar em breve.