História

Grandes operações navais da História Militar Ibérica, na Escola Naval

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Nos dias 9 e 10 de fevereiro de 2018, a AIHM (Associação Ibérica de História Militar, séculos IV-XVI) realizará na Escola Naval (base do Alfeite, em Lisboa) um colóquio, sobre “Grandes operações navais da história militar ibérica“, coordenado por José Varandas e Vítor Gaspar Rodrigues (Grupo de Investigação de História Militar do CH-ULisboa).

Quem pretender assistir deverá enviar a sua inscrição para o seguinte endereço josevarandas@campus.ul.pt

Este colóquio conta com o apoio do Centro de História da Universidade de Lisboa, do Centro de Investigação Naval e da Escola Naval e perfila-se no enquadramento científico em que a AIHM foi constituída (13 de junho de 2015) com o objetivo de dinamizar, coordenar e divulgar a investigação científica que se faz no mundo hispânico sobre história militar, mais concretamente no que diz respeito ao período compreendido entre o século IV (a fase final do mundo romano) e o século XVI (que assinala o arranque da expansão ultramarina, em que os países ibéricos foram pioneiros). No contexto presente o ponto focal dos trabalhos incide sobre a guerra no mar entre o século XII e a primeira década do século XVII.

Os catorze temas em discussão

 Aspectos navales en la empresa de Hernán Cortés, Mariano Cuesta Domingo (Univ. Complutense de
Madrid)

Operações navais ao tempo de D. Sancho I de Portugal. 1185-1211, José Varandas (Univ. Lisboa/Centro de História)

La Batalla del Estrecho 1250-1350. Fuerzas, condicionantes y
visiones, Jose Manuel García Rodríguez (Univ. Nacional de
Educación a Distancia)

Ceuta e o Estreito: exercício do poder num espaço marítimo, Jorge Semedo de Matos (Escola Naval/Centro de História Univ. Lisboa),

Diarios de bordo, relaciones y cronicas: la memoria de las operaciones de las armadas castellanas. 1406-1430,  Victor Muñoz
Gómez (Univ. de La Laguna)

La campaña naval castellana de 1430 contra Aragón,  Jose Manuel Calderón Ortega (Univ. de Alcalá)

A logística militar ao tempo do bloqueio de Sevilha, Elise Cardoso (doutoranda Univ. Coimbra)

Navegando por entre o excesso de reticência: ataques navais às praças portuguesas no Magrebe vistos
pelas fontes islâmicas (AH 818/ AD 1415 – AH 928/ AD 1521), Gonçalo Ramos (doutorando Univ. Lisboa/Centro de História)

Do mar contra terra: os desembarques nas conquistas portuguesas magrebinas. 1415-1513, António Martins
Costa e Inês Meira Araújo (doutorandos Univ. Coimbra/PIUDHist/Centro de História Univ. Lisboa)

O combate naval entre Cristóvão de Oliveira e William Towerson e Denis Blundel, ao largo de Sama em 1557, José Virgílio Pissarra (Centro de História Univ. Lisboa), “Notably Appointed”

A Marinha de D. Fernando, António Costa Canas (Escola Naval/Centro de História Univ. Lisboa)

Cebu 1568, Oposição portuguesa ao estabelecimento espanhol nas Filipinas: Uma batalha contra o
Tempo, Manuel Lobato (Univ. Lisboa/Centro de História)

A Grande Armada de 1588 – uma perspetiva operacional e tática, Augusto Salgado (Escola Naval/Centro de História Univ. Lisboa),

A “Mãe de todas as batalhas”: o confronto naval luso-holandês ao largo de Malaca – 1607, Vítor Luís Gaspar Rodrigues (Univ. Lisboa/Centro de História)

 

(fonte: Centro de História-FLUL)