1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Domingo 23 Jul

Tecnologia

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Sábado, 17 Outubro 2009 00:00


A O LUSO é um Veículo Submarino Operado Remotamente (ROV - Remotely Operated Vehicle), modelo Bathysaurus XL capaz de atingir os 6000m de profundidade. Este equipamento foi adquirido em 2008 à companhia Norueguesa Argus Remote SystemsROV-3-SITE AS, pela Estrutura de Missão Para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC).
O LUSO encontra-se equipado com 7 motores eléctricos (4 horizontais e 3 verticais) podendo atingir uma velocidade aproximada de 3 nós. O veículo possui igualmente 4 câmaras a preto e branco de alto contraste e duas câmaras a cores de alta definição ("Full HD"). As imagens captadas são transmitidas para a superfície em tempo real através de um cabo umbilical de fibra óptica. É através do mesmo cabo que é enviada a energia que alimenta o sistema e todas os comandos de operação. O LUSO encontra-se ainda equipado com dois manipuladores Schilling (um de cinco e outro de sete funções) que permitem a manipulação de instrumentos no fundo do mar e a recolha de amostras. O LUSO é em si uma plataforma versátil de equipamentos científicos multidisciplinares. O equipamento científico instalado no LUSO compreende um aspirador biológico multicâmara, um sensor de metano (CH4) e dióxido de carbono (CO2), um CTD para determinação de parâmetros físicos da água e sensores de oxigénio e de turbidez, quatro garrafas Niskin de 2.5 lt. cada, uma caixa de amostragem de grandes dimensões, um DVL (Doppler Velocity Logger - Perfilador Doppler de Velocidade) para medição de correntes, um altímetro/profundímetro, um sonar frontal e um caroteador de rocha.
O ROV permite a exploração e prospecção dos fundos oceânicos, tendo em vista a inventariação de recursos e a sua potencial exploração económica. Numa perspectiva de utilização especializada aplicada, é iguROV-1-SITEalmente possível o acoplamento de equipamentos para operações de engenharia pesada como lançamento de cabos submarinos, inspecção, limpeza e manutenção de infra estruturas submarinas, podendo igualmente ser utilizado em operações de protecção do ambiente e combate à poluição marinha, e operações SAR (Search and Rescue).
O LUSO recebeu o seu nome e logótipo após um desafio lançado a todos os jovens estudantes do ensino secundário. O concurso teve como parceiros da EMEPC o Projecto Ciência Viva e a DGIDC do Ministério da Educação. O vencedor, uma aluna do 11º Ano da Escola Secundária de Linda-a-Velha, teve a oportunidade de participar num Cruzeiro Científico juntamente com o ROV e frequentar o curso inicial de formação de Pilotos ROV.
Em Outubro de 2008, o ROV LUSO mergulhou pela primeira vez, seguindo-se dois meses consecutivos no mar a bordo do N.R.P. Almirante Gago Coutinho, contando no final com 22 mergulhos que atingiram uma profundidade de cerca de 3200 metros. A Campanha EMEPC/LUSO/2008 decorreu na Zona dos Açores, mais precisamente no grupo Oriental e Central e a sul do Arquipélago. Foram recolhidas amostras de água, rocha, sedimentos, biológicas e oceanográficas nos diversos mergulhos realizados.
No presente mês de Setembro o LUSO partiu para a segunda Campanha no Mar que terminará em meados do mês de Novembro. O Cruzeiro Científico EMEPC/LUSO/2009 abrangerá uma área mais vasta dos Açores, descendo até à Fronteira Sul do Projecto de Extensão da Plataforma Continental l, mais concretamente à Zona de Fractura Hayes, para recolha de amostras e informação para uma melhor fundamentação do limite exterior naquela área.
O LUSO é uma mais valia para o país, posicionando-o na linha da frente na investigação científica fundamental e aplicada do domínio oceânico profundo ao permitir o acesso a 99% dos fundos marinhos sob soberania portuguesa, cuja riqueza em biodiversidade e recursos não vivos é assinalável. A aquisição do ROV LUSO conferirá autonomia à comunidade científica portuguesa, e põe os grandes fundos marinhos ao nosso alcance no que respeita à exploração científica e tecnológica, permitindo a inventariação de recursos e a sua potencial exploração económica no futuro.

ROV-2-SITE

Ilustração 1 - Fundos Oceânicos acessíveis a um ROV de 500m (canto superior esquerdo), 3000m (canto inferior esquerdo) e 6000m - ROV LUSO (direita).


 

Navios de Cruzeiro

Princess-Danae MSC Melody MSC Opera Princess-Daphne MSC Sinfonia MSC Lirica MSC Armoria MSC Fantasia Athena