1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Terça 17 Out

Em 2009 Lisboa foi o porto Nacional que mais reduziu o movimento de contentores

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail


Apesar da crise que se abateu fortemente no transporte marítimo, os principais portos portugueses movimentaram no ano de 2009 mais contentores do que em 2008, à excepção do porto de Lisboa.
Este porto teve em 2009 um tráfego total de 328.258 contentores, menos 43.699 (- 11,7%) do que no ano anterior. Todos os três terminais (Santa Apolónia com -4,8%/, Alcântara com -16%/ e Multipurpose com -17,1%) decresceram no movimento de contentores em 2009.
Setúbal foi o porto que mais cresceu no ano passado, com mais 5.000 contentores, registando assim um crescimento de 27,8%.
Seguiu-se o porto de Sines, que movimentou 253.495 contentores, mais 20.377 (+ 9% do que em 2008) e o de Leixões com mais 6%.
Nos restantes principais portos, Viana do Castelo, Aveiro e Figueira da Foz , por não possuírem terminais específicos para movimentação de contentores, registou-se um tráfego de pouco relevo, sendo porém, de notar, um acréscimo do número de TEUS neles movimentado. Aguardamos, com interesse, o movimento que se irá registar no presente ano como nota relevante para a nossa economia.
Registe-se que a enorme frota mundial de porta-contentores que amarrou, devido à crise , começou a reduzir o número de navios amarrados no presente ano.
Segundo as estatísticas da AXS Alphaliner, no dia 1 de Março de 2010 o número de navios amarrados correspondia a 9,3% da capacidade mundial correspondente a cerca de 1 milhões de TEUS imobilizados, contra 1, 24 milhões registados no final de 2009.


Joaquim Ferreira Da Silva
Sobre o autor:
Capitão da Marinha Mercante

 

Navios de Cruzeiro

Princess-Danae Princess-Daphne MSC Opera MSC Armoria MSC Fantasia MSC Melody MSC Sinfonia MSC Lirica Athena