1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Segunda 24 Jul

A comunidade piscatória de Esposende

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail


      3552Trata-se de um interessante livro da autoria da museóloga e arqueóloga, Dra Ivone Baptista de Magalhães, simultaneamente Curadora, Investigadora, Comissária e Coordenadora de projeto no Museu Municipal de Esposende. Com excelente fotografia de Armando Jorge, editado pela Câmara Municipal de Esposende e APPCE-Associação de Pescadores Profissionais do Concelho de Esposende, esta obra - “Tradição viva.A comunidade piscatória de Esposende. Memórias e tradições”- teve ainda o apoio da seguradora “Mútua dos Pescadores”.

            Na capa encontramos a imagem do “ Monumento ao Homem do Mar”, escultura dos Irmãos Bom Pastor, que representa o esforço simbólico de levantar a primeira peça de uma embarcação - a roda da proa - encomendada pelo município de Esposende para assim homenagear a sua comunidade piscatória. É este aliás, o logotipo do projeto “Tradição Viva” que dá nome ao livro.

            Tudo começou com aturada investigação e trabalho de campo ao longo de dois anos, por parte do Museu Municipal de Esposende, a convite da APPCE, “...em busca do património cultural da ancestral comunidade piscatória, marítima e fluvial da cidade de Esposende “... que hoje se ergue nas proximidades do que foi “o lugar de Esposendi, na margem direita da foz do Cávado, já mencionado nas Inquirições de 1258” e que “terá contribuido decisivamente para a fundação do próprio concelho de Esposende, em 1572”.

            Cientes de que “a salvaguarda, o inventário e a divulgação do Património Cultural são deveres essenciais de uma Autarquia”- como escreveu o Arqº Benjamim Pereira, Presidente da Câmara de Esposende - e de que, no dizer da Engª Carla Morais, investigadora e coordenadora de Projeto pela APPCE, se verifica no setor da Pesca “desaproveitamento das suas potencialidades”, com consequente “desvalorização das populações que vivem do Mar e desinteresse dos mais jovens, correndo-se o risco do desaparecimento das comunidades piscatórias” como a de Esposende, surgiu a oportunidade de juntar esforços e concorrer a um Projeto do Promar( Programa Operacional do Mar), numa perspetiva de divulgação e valorização do património nos setores da Cultura e Turismo.

Como nos explica a Autora, a Dra Ivone Baptista Magalhães, pretendia-se um “inventário patrimonial que testemunhasse o sedimento histórico e justificasse a identidade cultural piscatória da cidade”, mas na qualidade de Coordenadora do Projeto e sendo natural de Esposende, não lhe foi fácil manter-se na qualidade de “observador discreto”, e foi preciso um grande esforço, para “tentar despir a mente de conhecimento preconcebido e refugiar-se no guião para as diferentes entrevistas” com os verdadeiros protagonistas destas histórias que nos revelam uma riqueza de “usos,costumes e formas de sentir”.

Da candidatura resultou a realização de uma magnífica exposição no Museu de Esposende (Maio a Outubro 2015), a que se seguiu um filme, e por fim, um catálogo e o presente livro. Nesta publicação de cerca de 100 páginas de grande qualidade, excelente design gráfico e primorosamente ilustrada com expressivas fotografias e variados testemunhos emotivos, salpicada de algumas lágrimas e inesquecíveis histórias de vida, é longa a lista de agradecimentos a todos os que tornaram possível este projeto. Também não são esquecidos muitos outros pescadores e suas famílias ligados à APPCE que de forma anónima, gratuita e empenhada, procuraram dar “visibilidade académica e cultural à comunidade de Esposende”, segundo o Arrais Pescador, Augusto Hipólito da Silva, Presidente da APPCE.

            A Revista de Marinha felicita vivamente e agradece à sua Autora, a oferta deste livro que recomenda a todos quantos estudam e acarinham a cultura ribeirinha e marítima do nosso Portugal, e se podem interessar por ajudar a manter viva e divulgar a história de Esposende, uma das nossas mais antigas comunidades piscatórias.

            Para os possíveis interessados juntamos os contactos da autora, Dra. Ivone Magalhães, tel 25 396 0182, e-mail Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , endereço postal: Museu Municipal, Rua Rodrigues de Faria, s/n 4740-288 Esposende.

    Por   FF


 

Navios de Cruzeiro

MSC Opera MSC Fantasia MSC Lirica MSC Melody Princess-Daphne MSC Armoria MSC Sinfonia Princess-Danae Athena