1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Domingo 24 Set

Nove navios no fim-do-ano da Madeira

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail


3792Mantendo uma tradição de várias décadas, o dia 31 de Dezembro voltou a reunir na baía do Funchal uma frota de navios de cruzeiro que muito contribui para embelezar o cenário mágico que se vive naquela noite.

O primeiro navio a chegar, ao final da tarde de 30 de Dezembro, proveniente do porto da Horta, foi o AIDA CARA, que atracou no terminal norte, transportando cerca de 1.100 passageiros, alemães na sua grande maioria.

         Este ano a meteorologia trouxe mau tempo a 31 de Dezembro, em especial agitação marítima forte, com ondulação entre 3 a 4 m, que impediria qualquer desembarque de passageiros de navios que viessem a fundear por falta de espaço, como habitualmente acontece naquela data. Desde modo, contrariamente ao previsto, os navios QUEEN VICTORIA e MAGELLAN, procedentes de Canárias com destino a Lisboa, optaram por atrasar a sua chegada à baía do Funchal, para a noite de 31 de Dezembro, apenas para assistir ao espectáculo pirotécnico, pelo que os passageiros não tiveram oportunidade de desembarcar. Por esta razão, a magia do dia, para aqueles que gostam de apreciar uma baía cheia de navios acabou por se perder, pois até às 17h30, tivemos apenas 4 navios em porto, todos atracados, isto para além do ferry LOBO MARINHO que acabou por cancelar a viagem ao Porto Santo.

         O navio BOUDICCA seria o primeiro a atracar pelas 06h30 da manhã do dia 31, na posição poente do cais 2. Seguiu-se o MARCO POLO que atracou na posição nascente do cais 2 com o auxílio dos rebocadores da APRAM Cte. PASSOS GOUVEIA e PONTA DO PARGO. A manobra de entrada mais difícil seria a do OCEANA, pelas 08h30, que acabou por atracar no cais 3 (extremo nascente da Pontinha) fustigado pela forte agitação marítima. A permanência ao cais revelou-se algo instável pelo que o navio recorreu aos propulsores de proa e popa durante todo o tempo em que esteve atracado, até às 03h00 do dia 1. Este navio voltaria ao porto do Funchal, pelas 04h30, para um desembarque médico.

         O SAGA PEARL II, procedente de Las Palmas, chegou à baía do Funchal pelas 17h30, mas, dada a forte agitação marítima, optou por se resguardar na costa 3792 01nordeste da ilha, junto ao Porto da Cruz, regressando à baía pelas 23h30 a tempo do espectáculo pirotécnico. Posteriormente voltou à zona do Porto da Cruz, atracando no terminal norte do porto do Funchal pelas 07h30 do dia 1. O AIDA BLU fundeou na baía do Funchal pelas 20h00, entrando no porto pela 01h15 da madrugada, permanecendo atracado no cais 2 até final da tarde. Este navio está baseado nas Canárias realizando itinerários semanais com escala no Funchal.

         A frota de 9 navios ficaria completa pelas 23h30, com a chegada à baía do Funchal do navio MSC MAGNIFICA, procedente de Barcelona com cerca de 3.000 passageiros, sendo o maior navio presente nesta concentração de paquetes. Iria atracar pelas 08h00 do dia 1, ficando atracado até final da tarde.

         Apesar da agitação marítima desfavorável ao longo de todo o dia 31 e dia 1 de Janeiro, a nível atmosférico, apesar do forte vento que se fazia sentir, a ausência de pluviosidade permitiu um grandioso espectáculo pirotécnico, para gáudio de todos os turistas e residentes, incluindo os cerca de 14.000 passageiros nos 9 navios e mais cerca de 6.000 tripulantes.

         Logo a partir das 00h10, terminado o espectáculo, a maior parte dos navios deixaram a baía do Funchal, rumo a portos europeus, neste caso Lisboa, Leixões, Southampton e Liverpool. No dia 1 de Janeiro permaneceram atracados os navios SAGA PEARL II, AIDA BLU e MSC MAGNIFICA. Esta opção tem vindo a ser tomada por muitas companhias no sentido de garantir atracação aos seus navios, pese embora a maior parte do comércio da cidade e no resto da ilha se encontrar fechado no dia 1. A maior parte dos passageiros que viajavam a bordo destes navios são de nacionalidade britânica e alemã.

         3792 03O número de navios que procuram o Funchal para a passagem de ano tem vindo a crescer nos últimos anos, tendo-se registado um máximo de 12 navios em 1969, 2007 e 2013. Para 31 de Dezembro de 2017 está neste momento prevista a escala de 13 navios, o que, a confirmar-se, constituirá um record: BALMORAL, MEIN SCHIFF 2, SAGA SAPPIHIRE, QUEEN ELIZABETH, VENTURA, THOMSON DREAM, HORIZON, AIDA SOL, AIDA PRIMA, AIDA VITA, COLUMBUS, MAGELLAN e MARCO POLO, das companhias Fred Olsen Cruise Lines, Saga, Cunard, P&O Cruises, Thomson, Pullmantur, Aida e CMV, estão, por agora, previstos.


 

Navios de Cruzeiro

Princess-Danae MSC Lirica Athena MSC Sinfonia MSC Melody MSC Opera Princess-Daphne MSC Armoria MSC Fantasia