1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Domingo 24 Set

Confraria Marítima organiza Jantar-Debate

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail


3818 02  3818 01 

A Confraria Marítima de Portugal (CMP) promoveu no passado dia 9 de Fevereiro no salão de jantar do 1º andar das instalações da ANL – Associação Naval de Lisboa, em Belém, um jantar-debate em que foi orador o Confrade Alm. Fernando David e Silva, doutorando em História.

            Estiveram presentes neste jantar-debate, que foi o 44º Encontro da Confraria, cerca de 50 Confreiras e Confrades, seus familiares e convidados, entre os quais o Presidente do Conselho Fiscal, Engº Carlos Seixas da Fonseca e Senhora e o Prof. Dr. J. Augusto Felício.

           3818 03 No coctail que precedeu a refeição os Confrades e seus convidados foram obsequiados com um conjunto de vinhos, branco, tinto e rosé, muito apreciados, da marca “Marinheiro”, uma gentil oferta de uma empresa propriedade do Confrade Sr. Mário Ferreira do Carmo.

            No início do jantar, o Presidente da Direção da Confraria Marítima, V/Alm. Alexandre da Fonseca, saudou os presentes, solicitou um minuto de silêncio por dois Confrades que recentemente partiram, Ctes. Joaquim Ferreira da Silva e Fernando Abel Costa, referiu as últimas atividades da Confraria, a próxima realização da Assembleia Geral Ordinária e os eventos previstos a médio prazo.

            Em seguida o Confrade Alexandre da Fonseca, apresentou, sucessivamente, os três novos Confrades, os Cte Carlos Cardoso da Silva, Engº José Azenha e Silva e Cte. Paulo António Pires. Estes novos Confrades receberam, conforme é habitual, no momento da entronização, um pin e um diploma de mérito, bem como a “Insígnia de Confrade” (escapulário), que lhes foi colocada pelos respetivos Confrades proponentes, tendo merecido dos presentes calorosas salvas de palmas.

            No final do jantar, o Alm. David e Silva referiu-se à Liga Naval Portuguesa, uma instituição de cariz 3818patriótico que teve significativa projecção na nossa sociedade nos fins do sec XIX e no período da I república, tendo-se extinto no final da década de 30 do século passado. A Liga inseria-se no movimento navalista e imperialista dos finais do século XIX, quando se criaram Ligas Navais na Alemanha, em França, Espanha e noutros países europeus, no Brasil e nos Estados-Unidos. A apresentação, que prendeu a atenção de todos os presentes, terminou com um vivo período de perguntas e respostas, merecendo dos presentes uma demorada salva de palmas.

 


 

Navios de Cruzeiro

MSC Fantasia MSC Sinfonia MSC Opera MSC Lirica Princess-Danae MSC Melody MSC Armoria Princess-Daphne Athena