1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Sábado 19 Ago

Albano Ferreira Teixeira do Carmo

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail


3889Com o passamento do Albano do Carmo, a 9 de Abril, as Causas do Mar perderam um dos seus mais acérrimos defensores. Foi a perda inesperada de uma franca amizade de 50 anos, pois havia pouco tempo que tínhamos conversado e parecia bem.

         Nascido em Luanda a 12 de Novembro de 1929, desde muito jovem decidiu enveredar pela actividade do shipping tendo sido gerente da agência de navegação “Van Ommeren”, sediada em Luanda, pertencente a um dos grandes grupos mundias dos negócios do Mar. Enquanto funcionário daquela agência fez estágios no Porto de Rotterdam para se inteirar do seu funcionamento e onde granjeou amizades que lhe seriam muito uteis.

       Fundou a sua própria agência de navegação, em Luanda, a Angomar-Angola Marítima, Lda., que foi um sucesso, representando entre outras linhas de navegação toda a frota espanhola de pesca que operava em Angola.

         Após a independência de Angola refugiou-se em Lisboa onde fundou a firma SHIP-Serviços Marítimos-Peritagens, Lda., que foi também um sucesso, pois era a agência líder no atendimento de navios químicos e tanques.

         O salvamento do N/M TOLLAN, foi tentado por uma empresa italiana, que acabou por abandonar Portugal à pressa. O Albano do Carmo sempre que passava na Praça do Comércio, a caminho do seu escritório, dizia ao seu filho José : um dia ainda hei-de tirar o TOLLAN do Tejo. Se assim o pensou, assim o fez.

         Através dos contactos privilegiados que tinha em Rotterdam conseguiu trazer a empresa alemã “Sealift/Kroneschnabel” e negociar com o Governo Português um contrato no Cure no Pay para a remoção do Tejo do TOLLAN. Foi uma operação difícil, mas conseguida, com a técnica da “Sealift” e com a iniciativa e a dinâmica do Albano do Carmo.

         Ainda na área do shipping, a sua empresa “SHIP” deu assistência à “STEMAT BV” que colocou os pilares da Ponte “Vasco da Gama”. Quando se aposentou vendeu a “SHIP” à prestigiada agência de navegação “Orey Antunes”.

         A sua inabalável vontade de fazer coisas úteis levou-o à publicação dos livros “Directório dos Portos de Angola”, “Directório Portos e Transportes”, “Skipperslog - Directório Marinas & Náutica de Recreio” e o “Dicionário de Abreviaturas e Termos Técnicos de Shipping”. Tinha a intenção de publicar um livro sobre as peripécias do salvamento do navio TOLLAN.

         Foi Secretário da Mesa da Assembleia-Geral da AGEPOR durante o trénio 2000/2002 e Vogal do Conselho Fiscal da Confraria Marítima de Portugal, de 2010 a 2016.

         Era uma personalidade de convicções; quando acreditava num objectivo ia até ao fim, sem hesitar.

         O shipping perdeu um grande profissional e eu perdi um grande Amigo, por quem tinha uma grande estima e admiração. Faleceu um HOMEM BOM; Paz à sua alma!

 Por Joaquim B. Saltão

 


 

Navios de Cruzeiro

Princess-Daphne Princess-Danae Athena MSC Armoria MSC Melody MSC Opera MSC Fantasia MSC Lirica MSC Sinfonia