1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Segunda 24 Jul

Aldino Campos eleito para a CLPC

PDF Versão para impressão Enviar por E-mail


3928O Cte. Aldino Santos de Campos foi eleito no passado dia 14 de Junho, nas Nações Unidas, como membro da Comissão de Limites da Plataforma Continental, para um mandato de cinco anos, com início de funções neste mês.

            Aldino Campos foi Oficial da Armada, especializou-se em Hidrografia e fez a maior parte da sua carreira militar no Instituto Hidrográfico. É Mestre em Geodesia e Geomática pela Universidade de New Brunswick, Canadá, Engenheiro Hidrógrafo e posteriormente doutorou-se no Instituto Superior Técnico, de Lisboa. e integrou a EMEPC – Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental, onde exerceu desde 2013 e até recentemente, as funções de seu Responsável.

                  Portugal já teve um membro na CLPC durante os mandatos de 2002/07 e de 2007/12 - o Cte. Fernando Maia Pimentel. Recentemente, como atrás referido, conseguiu eleger um novo membro na Comissão para o termo 2017/22, tendo para tal sido feito um esforço diplomático coordenado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, através do envolvimento muito ativo da Missão Permanente de Portugal junto das Nações Unidas. Formalmente, a intenção de apresentar um candidato foi avançada durante um encontro lusófono da CPLP no âmbito da Blue Week, em junho de 2015, tendo a campanha sido iniciada em novembro desse mesmo ano, na sede das Nações Unidas, junto dos demais Estados-partes da Convenção. O candidato português foi eleito com 162 votos em 164 possíveis, sendo o mais votado no conjunto das 20 candidaturas apresentadas para esta comissão, garantindo desta forma os requisitos mínimos de dois terços dos votos necessários.

            O angolano Domingos de Carvalho Viana Moreira foi eleito igualmente, membro da Comissão das Nações Unidas sobre os Limites da Plataforma Continental.Formado em Geofísica e especialista em Geologia e Geofísica Marinha, Domingos Moreira, de 52 anos, foi eleito com 155 votos dos 164 Estados votantes e é o primeiro angolano a ocupar o posto, sendo também a primeira vez que Angola apresenta candidatura para este órgão da ONU.

                  A eleição ocorreu na  Reunião dos Estados-Parte da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar. Foram eleitos 20 membros em representação de todas as regiões geográficas, sendo seis de África (Angola, Camarões, Madagáscar, Moçambique, Nigéria e Quénia), cinco da Ásia (China, Coreia do Sul, Japão, Malásia e Oman), quatro da América Latina e Caraíbas (Argentina, Brasil, Chile e Trinidad e Tobago), três da Europa Ocidental e outros Estados (Canadá, Dinamarca e Portugal) e dois da Europa do Leste (Polónia e Rússia).

                  A Revista de Marinha felicita calorosamente o Cte. Santos de Campos, um nosso colaborador frequente e estimado assinante, a quem desejamos votos de muito sucesso no importante e prestigioso cargo para que acaba de ser eleito.

3928 01


 

Navios de Cruzeiro

MSC Melody Athena MSC Sinfonia MSC Fantasia MSC Opera Princess-Danae Princess-Daphne MSC Armoria MSC Lirica