Exposição de Fátima Mateus

Técnica mista sobre fotografia

“Ao trabalhar as fotografias duma forma aleatória e intuitiva, a reação química transformou-as, como numa revelação, literal e figurativamente! Removendo as partes mais escuras, foi como dar á luz cidades, em partes e ruínas, campos com horizontes a perder de vista, nostalgias de um Alentejo abandonado, florestas ao longe e árvores de perto. E as pessoas… Algumas procurei-as e a outras encontrei, por acaso. Através da mancha chegaram-me na boleia da luz e ficaram fixadas no papel fotográfico, como (n)uma manifestação poética.

(…) lembrei também as molduras. Velhas, partidas e abandonadas, voltaram ao palco, pintadas e polidas, onde brilham de novo como suporte orgulhoso das obras que guardam, juntos, assim, numa segunda vida.

 Foram intensos meses de trabalho onde fui progredindo nesta caminhada, feita de dias mais luminosos, outros mais cinzentos, como é a vida. Em todos à procura da luz de dentro.“

 

Fátima Mateus

Lisboa, 2020

 

https://www.facebook.com/33FATMAT/

https://www.instagram.com/fatimamateus33/?hl=pt