Autor

João Gonçalves

Browsing

No dia 1 de junho, a Nicko Cruises, através do navio WORLD VOYAGER, estreou um novo itinerário de Cruzeiros de Expedição de luxo: As ilhas portuguesas.

A nova rota possibilitou a inúmeros fotógrafos, uns embarcados, outros residentes nos portos de escala, captar imagens absolutamente surpreendentes, onde as maravilhosas paisagens insulares das ilhas portuguesas complementam as linhas harmoniosas do navio, produto da indústria de construção naval nacional.

Pelo seu lado, o Azores Cruise Clube publicou no seu blog, uma muito interessante reportagem fotográfica com os magníficos interiores do navio.

O WORLD VOYAGER  é um dos quatro navios de cruzeiro de expedição da Mystic Cruises que neste momento opera sob a marca alemã Nicko cruises.

No dia 1 junho chegou ao terminal das Portas do Mar, em Ponta Delgada. À sua proa estava a corveta NRP ANTÓNIO ENES (F471) (imagem André Velho Cabral)
No dia 1 junho chegou ao terminal das Portas do Mar, em Ponta Delgada. À sua proa estava a corveta NRP ANTÓNIO ENES (F471) (imagem André Velho Cabral)
Uma lindíssima panorâmica da Vila da Praia e do ilhéu do mesmo nome, no dia 2 de junho com o WORLD VOYAGER em escala na ilha Graciosa (imagem Manuel Maria Bettencourt)
Uma lindíssima panorâmica da Vila da Praia e do ilhéu do mesmo nome, no dia 2 de junho com o WORLD VOYAGER em escala na ilha Graciosa (imagem Manuel Maria Bettencourt)
O navio fundeado ao largo do porto das Lajes das Flores, visto desde o Forte de Santo António, no dia 3 de junho (imagem Paolo Reis )
O navio fundeado ao largo do porto das Lajes das Flores, visto desde o Forte de Santo António, no dia 3 de junho (imagem Paolo Reis )
No dia 3 de junho pairou frente a Vila do Corvo, na ilha mais pequena dos Açores (imagem Andreia Santos)
No dia 3 de junho pairou frente a Vila do Corvo, na ilha mais pequena dos Açores (imagem Andreia Santos)

Eram 07h15m do passado dia primeiro de junho, quando o navio atracou no terminal de cruzeiros das Portas do Mar, naquela que foi a sua escala inaugural na ilha de São Miguel e nos Portos dos Açores. Tinham passados catorze meses desde a última vez que Ponta Delgada recebeu um navio de cruzeiros com passageiros, e os açorianos estavam ansiosos dum momento como este que lhes trouxesse um sinal de esperança na retoma pós-pandemia.

Às 11h00, o navio, na pessoa do seu comandante, Capitão MM Hans Soderholm, foi recebido por uma comitiva de boas-vindas que incluiu Mário Jorge Mota Borges, Secretário Regional dos Transportes, Turismo e Energia; Maria José Lemos Duarte, Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada; Luís Manuel Machado da Luz do Conselho de Administração da Portos dos Açores, SA.; André Velho Cabral, Cruise Manager da Portos dos Açores, S.A.; António Macedo Silva, Presidente da Direção do Azores Cruise Club; e os representantes do Agente de Navegação (NAVEX).

Durante a tarde realizou-se o embarque dos 55 passageiros, na maioria de nacionalidade alemã, e pelas 18h00 o navio largou para o primeiro cruzeiro, que incluiu escalas nas ilhas Graciosa, Flores, Corvo, Faial, Pico, Terceira, Santa Maria e Porto Santo, terminando o seu périplo na cidade do Funchal.

Atracado no cais de passageiros do porto da Horta, na ilha do Faial (imagem Cristina Lopes)
Atracado no cais de passageiros do porto da Horta, na ilha do Faial (imagem Cristina Lopes)
Um cenário idílico dado pela ilha montanha ao nascer do Sol do dia 5 de junho, e o navio em aproximação às Lajes do Pico (imagem de Nicolau Wallenstein)
Um cenário idílico dado pela ilha montanha ao nascer do Sol do dia 5 de junho, e o navio em aproximação às Lajes do Pico (imagem de Nicolau Wallenstein)
Na maioria dos portos dos Açores onde fez escala inaugural, o navio foi recebido pelas autoridades locais. Aqui na Praia da Vitória no dia 6 de junho (imagem Andreia Santos)
Na maioria dos portos dos Açores onde fez escala inaugural, o navio foi recebido pelas autoridades locais. Aqui na Praia da Vitória no dia 6 de junho (imagem Andreia Santos)
A porta do Forte de São Brás, em Vila do Porto, deu um bonito enquadramento para a escala do WORLD VOYAGER na ilha de Santa Maria, no dia 7 de junho (imagem Nuno Resendes)
A porta do Forte de São Brás, em Vila do Porto, deu um bonito enquadramento para a escala do WORLD VOYAGER na ilha de Santa Maria, no dia 7 de junho (imagem Nuno Resendes)

No dia 11 de junho, no Funchal, iniciou um novo itinerário com 80 passageiros. Seguiram-se escalas nas Desertas, Porto Santo e em todos as ilhas dos Açores.

Assim, circulando entre os dois arquipélagos portugueses, o navio completou três cruzeiros (no último teve 88 passageiros) até que, no dia 5 de julho, por força da decisão do governo alemão de aplicar restrições aos viajantes oriundos de Portugal, a Nicko Cruises decidiu cancelar a restante operação do WORLD VOYAGER entre a Madeira e os Açores. Por fazer ficaram um itinerário idêntico ao que nessa data terminara na cidade do Funchal e um outro de reposicionamento do navio para a Alemanha, com paragens no Pico, Praia da Vitória e Ponta Delgada.

Note-se que, durante os três cruzeiros, todos os passageiros, bem como todos os cerca de 100 tripulantes, fizeram testes PCR para deteção do vírus SARS-Cov-2. Em terra, os passageiros fizeram os percursos turísticos em “bolha” evitando contactos com a população local, garantindo assim a máxima segurança sanitária a bordo e nos portos visitados.

Na madrugada do dia 12 junho o WORLD VOYAGER largou do porto do Funchal, com 80 passageiros, para o segundo cruzeiro nas ilhas portuguesas. (imagem Postos da Madeira)
Na madrugada do dia 12 junho o WORLD VOYAGER largou do porto do Funchal, com 80 passageiros, para o segundo cruzeiro nas ilhas portuguesas. (imagem Portos da Madeira)
No dia 12 de junho os passageiros experimentaram o espírito Expedition dado por uma saída em Zodiac, que permitiu observar de muito perto os ecosistemas costeiros das ilhas Desertas. (imagem Mário Ferreira)
No dia 12 de junho os passageiros experimentaram o espírito Expedition dado por uma saída em Zodiac, que permitiu observar de muito perto os ecosistemas costeiros das ilhas Desertas. (imagem Mário Ferreira)
Mário Ferreira e a sua mulher Paula, embarcaram no segundo cruzeiro, que incluiu, no dia 12 de junho, um desembarque na Ponta da Doca, nas ilhas Desertas, com saída dos passageiros nos Zodiacs para uma “exploração” destas ilhas (imagem Mário Ferreira)
Mário Ferreira e a sua mulher Paula, embarcaram no segundo cruzeiro, que incluiu, no dia 12 de junho, um desembarque na Ponta da Doca, nas ilhas Desertas, com saída dos passageiros nos Zodiacs para uma “exploração” destas ilhas (imagem Mário Ferreira)
No dia 17 de junho chegou frente ao porto das Lajes, na ilha das Flores (imagem de Filipe Gomes)
No dia 17 de junho chegou frente ao porto das Lajes, na ilha das Flores (imagem de Filipe Gomes)
Ainda nas Lajes das Flores, ilhas portuguesas, os passageiros foram desembarcados em segurança, utilizando as embarcações especiais que o navio tem para esse efeito. (imagem de Filipe Gomes)
Ainda nas Lajes das Flores, os passageiros foram desembarcados em segurança, utilizando as embarcações especiais que o navio tem para esse efeito. (imagem de Filipe Gomes)

O WORLD VOYAGER é um navio de cruzeiro de expedição, com casco reforçado para cumprir a Classe Ice 1B.

Com 126 metros de comprimento e capacidade para cerca de 200 passageiros, o WORLD VOYAGER foi construído em Portugal, nos estaleiros da WestSea em Viana do Castelo, por encomenda da Mystic Cruises, do conhecido empresário português, Mário Ferreira.

De acordo com a plataforma global de dados de negócios, Statista, a capacidade global de passageiros nos cruzeiros de expedição deve mais do que duplicar no período de 2018 a 2027, passando de 242.000 passageiros para mais de 578.000 passageiros. Em comparação com os cruzeiros tradicionais, os cruzeiros de expedição são realizados em navios menores, com capacidade para algumas centenas de passageiros.

A Nicko Cruises voltará aos Açores e à Madeira no Outono com o WORLD VOYAGER e o VASCO da GAMA.

André Velho Cabral, Cruise Manager na Portos dos Açores, SA, numa recente entrevista à revista Cruise Industry News, afirmou o seu regozijo pelas recentes escalas do navio da Nicko Cruises nos Açores. Revelou igualmente que, apesar de estarem previstas cerca de 60 escalas para 2021, não crê que esse número se venha a verificar dadas as incertezas ainda presentes decorrentes da pandemia. Para 2022, os portos açorianos têm uma estimativa de 170 escalas, em 2023, apresentam números ainda mais promissores.

André Cabral reiterou que os Açores são nove ilhas deslumbrantes:

São todas diferentes em muitos aspetos, mas todas abençoadas pela natureza, o que as torna perfeitas para ser exploradas pelos clientes dos cruzeiros de expedição. Mas também para as escalas dos cruzeiros transatlânticos e dos novos itinerários que vão explorar o corredor insular atlântico dos arquipélagos Canárias, Madeira e Açores.

Vista do porto e cidade da Horta, ilha do Faial, com o WORLD EXPLORER atracado no dia 18 de junho
Vista do porto e cidade da Horta, ilha do Faial, com o WORLD VOYAGER atracado no dia 18 de junho (imagem Holger Leue)
A ilha montanha proporciona cenários verdadeiramente mágicos. Na tarde do dia 18 junho, Lajes do PIco, (imagem de Rui Brum Ávila)
A ilha montanha proporciona cenários verdadeiramente mágicos. Na tarde do dia 18 junho, Lajes do PIco, (imagem de Rui Brum Ávila)
A natureza surpreende-nos. Um cachalote salta no cenário da costa do Pico (imagem Holger Leue)
A natureza surpreende-nos. Um cachalote salta no cenário da costa do Pico (imagem Holger Leue)
No dia 20 junho o Pico amanheceu "de chapéu", enquanto o WORLD VOYAGER se aproximava dos cais das Velas, na ilha de São Jorge. (imagem André Velho Cabral)
No dia 20 junho o Pico amanheceu “de chapéu”, enquanto o WORLD VOYAGER se aproximava dos cais das Velas, na ilha de São Jorge. (imagem André Velho Cabral)

Alguns passageiros deixaram o testemunho das suas experiências:

Guest: Mr. Helmut Stapel

It was a great experience to visit and get to know all 9 islands of the Azores with the Portuguese cruise ship WORLD VOYAGER. I have travelled to many places in the world and the Azores were an absolute highlight.

Guest: Mrs. Katja von Borcke

I love nature and whales. I have been whale watching in South Africa, Norway and Mexico. Whale watching near Pico in the Azores was the best whale watching experience. We saw a lot of sperm whales and up to 100 dolphins very close.

Head of Ocean Business: Mr. Kaspar Berens

No cruise company visits the Azores as intensively as Mystic Cruises / Nicko cruises. The WORLD VOYAGER combines modern elegance with great holiday adventures. With the on-board zodiacs, extraordinary excursions are undertaken along the coast. WORLD VOYAGER under Portuguese flag and the Azores are perfect combination.

Guest: Mr.  Holger Leue

With our last port of call in Vila do Porto on Santa Maria, we are completing our island-hopping tour of the Azores. São Miguel, Graciosa, Pico, Faial, Corvo, Flores, São Jorge, Terceira, Santa Maria: each of the nine islands is not just stunningly gorgeous, but truly unique. And we have had the pleasure of visiting them all from the comfort of our luxurious vessel. Now one more relaxing day at sea back to the island of Madeira to conclude the cruise. Here’s a heartfelt “obrigado” to the awesome crew of WORLD VOYAGER, the fine team in the Stuttgart office of Nicko Cruises, and to the masterminds of Mystic Cruises in Portugal for making it all happen.

A Revista de Marinha deseja os maiores sucessos à empresa Mystic Cruises, um exemplo do empreendedorismo marítimo nacional e cumprimenta o seu Presidente do Conselho de Administração, Mário Ferreira, que com esta iniciativa de arrancar com a rota das ilhas portuguesas, mais uma vez prova a sua dedicação e amor ao Portugal Marítimo.