Categoria

Efemérides

Categoria

No recente dia 1 de julho, na Praia do Ouro em Sesimbra, teve lugar uma curta cerimónia, mas nem por isso menos significativa, de evocação do encalhe do navio NUMANCIA, a poucos metros daquele local, ocorrido em 17 de dezembro de 1916.

Da classe das fragatas, a NUMANCIA foi construída em França entre 1862 e 1863, e colocada ao serviço da Armada Espanhola em dezembro de 1864.

Com 96,08 m de comprimento e 7,90 m de calado, com uma propulsão de  1.100 CV que lhe permitia uma velocidade de 13 nós, a embarcação era bastante sofisticada para a época, sobretudo na transição dos cascos em madeira para os de aço, e da propulsão eólica para a mecânica, ou mista.

A fragata espanhola NUMANCIA, provavelmente nos seus primeiros anos na década de 60 do séc. 19
A fragata espanhola NUMANCIA, provavelmente nos seus primeiros anos na década de 60 do séc. 19

Nos primeiros dias do ano de 1865 rumou ao Pacífico, um cenário bastante conturbado não apenas entre Madrid e as suas antigas colónias americanas, como entre estas entre si.

Daqui a embarcação navegou por todos os mares, tendo mesmo entre 1865 e 1867, completado a volta ao mundo.

Seguiram-se muitas mais missões, e algumas e sucessivas metamorfoses ocorridas em estaleiros, por forma a adaptá-la aquelas missões, e finalmente, pejada de glória, fundeou para descanso em Cádis, onde pouco depois foi dada como sucata, e vendida para desmonte em Bilbau.

Modelo da fragata NUMANCIA em exibição no Museo Naval de Cartagena (imagem Twitter Patrimonio Nacional de Defensa)
Modelo da fragata NUMANCIA em exibição no Museo Naval de Cartagena (imagem Twitter Patrimonio Nacional de Defensa)

Mas antes de lá chegar, a meio da viagem, encalhou em Sesimbra, e depois de parcialmente desmontada no local, afundada. Os seus restos podem ser observados naquele mar transparente, havendo naturalmente por razões de segurança, que respeitar a interdição de mergulho.

Em complemento, alguns objetos de maior interesse, podem ser observados no excelente Museu Marítimo de Sesimbra, a funcionar na Fortaleza de Santiago, a par de descrições substanciais sobre a ocorrência.

Cento e cinco anos depois, a Câmara Municipal de Sesimbra, na pessoa da sua Vice-Presidente, Drª Felícia Costa, em articulação com a Embaixada e o Consulado de Espanha, decidiram recordar o acontecimento, escolhendo muito apropriadamente o Dia Mundial do Salvamento, para o perpetuar através de uma placa evocativa, em local próximo e alinhado com os restos da embarcação.

A placa evocativa agora descerrada contém a seguinte legenda: "Aqui ficaram os restos da fragata espanhola Numancia, o primeiro navio couraçado a circum-navegar o globo. Terminou os seus dias durante o temporal de 16 de dezembro de 1916. Todos os seus tripulantes foram salvos. Sesimbra, 1 de julho de 2021"
A placa evocativa agora descerrada contém a seguinte legenda: “Aqui ficaram os restos da fragata espanhola Numancia, o primeiro navio couraçado a circum-navegar o globo. Terminou os seus dias durante o temporal de 16 de dezembro de 1916. Todos os seus tripulantes foram salvos. Sesimbra, 1 de julho de 2021”

Estiveram igualmente presentes o Senhor Adido Militar Espanhol, o Capitão do Porto de Setúbal, enquanto Autoridade Marítima, membros da APSS, enquanto Autoridade Portuária, e diversas individualidades interessadas no assunto, com destaque para uma neta de um dos sobreviventes do naufrágio, que a exemplo de outros, que gratos pelo auxílio prestado no salvamento pela população local, acabou por se radicar na belíssima Vila de Sesimbra.

Entre as entidades presentes na cerimónia, estiveram José Antonio Pérez da Sociedad de Salvamento y Seguridad Marítima, Diego Ruiz y Ruiz de Cortazar, Capitán de Navio e Adido de Defesa Espanhol em Lisboa e Felícia Costa, Vice-presidente da Câmara Municipal de Sesimbra.
Entre as entidades presentes na cerimónia, estiveram José Antonio Pérez da Sociedad de Salvamento y Seguridad Marítima, Diego Ruiz y Ruiz de Cortazar, Capitán de Navio e Adido de Defesa Espanhol em Lisboa e Felícia Costa, Vice-presidente da Câmara Municipal de Sesimbra.