Category

Efemérides

Category

Presume-se que João Álvares Fagundes terá descoberto a Terra Nova por volta de 1520, há cerca de 500 anos.

Esta dedução baseia-se na carta de 1521 outorgada pelo Rei D. Manuel I concedendo ao navegador a posse e jurisdição das Ilhas Fagundas que ele descobriu na Baía de Placência na Terra Nova.

Descerramento de uma lápide alusiva à efeméride pelo Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Eng.º José Maria Costa e pelo capitão do porto de Viana do Castelo, Capitão-de-Fragata Luís José Sameiro Matias (imagem do autor)
Descerramento de uma lápide alusiva à efeméride pelo Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Eng.º José Maria Costa e pelo capitão do porto de Viana do Castelo, Capitão-de-Fragata Luís José Sameiro Matias (imagem do autor)

É singular a forma como o navegador pôs os nomes às ilhas designando-as segundo o santoral romano. A ilha de Santo António a 13 de junho, S. João a 24 e a 29 São Pedro. No mês de julho surgiram as duas ilhas de Sant’Ana no dia 26 e no dia 29 o arquipélago de São Pantaleão onde se situa a ilha de Pitigão. Em agosto não existem descobertas tudo levando a crer que estivessem entretidos na pesca do bacalhau. No dia 14 de setembro encontrou a ilha de Santa Cruz que apelidou de Fagunda, situada ao Sul do cabo Race e rumando para ocidente em busca do caminho de regresso foi dar ao arquipélago das Onze Mil Virgens no dia 21 de outubro. Existe outra teoria, que não nega a primeira, atribuindo as designações de S. João, S. Pedro, Santo António e Santa Ana aos nomes das quatro portas da muralha de Viana naquela época. Por outro lado, Onze Mil Virgens e S. Pantaleão eram devoções próprias dos mareantes de Viana enquanto que a Santa Cruz era veneração da família Fagundes.

O monumento a João Álvares Fagundes navegador vianês (1520) em Viana do Castelo (imagem do autor)
O monumento a João Álvares Fagundes navegador vianês (1520) em Viana do Castelo (imagem do autor)

Embora outros navegadores portugueses tivessem andado por essas paragens, é irrefutável a descoberta da Terra Nova por João Álvares Fagundes.

A decisão do município de Viana do Castelo homenagear a memória deste ilustre vianense nos 500 anos da descoberta da Terra Nova no Dia Nacional do Mar é o reconhecimento da importância que a descoberta da Terra Nova teve para a economia e desenvolvimento nacional para a época tal como atualmente o mar representa.

A lápide comemorativa dos 500 anos (imagem do autor)
A lápide comemorativa dos 500 anos (imagem do autor)