Categoria

Nota do Diretor

Categoria

Já está disponível o terceiro número deste ano da vossa revista faz foco, como de costume, nos temas “Mergulho & Náutica de Recreio”, saudáveis atividades para os tempos livres e importantes também para afirmar entre nós uma cultura e espírito marítimos.

Contudo, gostaria antes de me referir às cadeias logísticas que o COVID 19 desorganizou. O fecho intempestivo de fábricas, primeiro na Ásia, depois noutros locais, a recusa nalguns portos da escala de navios e as dificuldades em render as tripulações originaram grande escassez de contentores e o aumento vertiginoso dos fretes. Faltam mesmo alguns produtos no mercado, mas os estaleiros navais voltaram a ter as carteiras de encomendas cheias!

Dois acidentes insólitos, recentes, ambos ainda não bem explicados; o encalhe do porta-contentores EVER GIVEN, de 400 m de comprimento e transportando 20.000 TEU’s, no Canal do Suez, que ficou inoperativo durante uma semana, e uma colisão, um “raspão” sem consequências, de um navio em manobras no Tejo contra o pilar Sul da ponte. O EVER GIVEN foi apresado pelas autoridades egípcias que reclamam ao armador uma grande indemnização e os donos dos contentores e das suas cargas … aguardam. Não será, como o Cte. Temes de Oliveira tem defendido nestas páginas, que os porta-contentores estão a ficar demasiado grandes?

O Vilamoura Boat Show, arranca já no próximo dia 3 de junho
O Vilamoura Boat Show, arranca já no próximo dia 3 de junho

O Mergulho e a Náutica de Recreio têm sido muito afetados pelo COVID 19, como toda a economia e a sociedade em geral. A formação de desportistas, os treinos e a realização de regatas foram afetados. Os Jogos Olímpicos foram adiados e ouvem-se mesmo vozes sugerindo o seu cancelamento. As firmas marítimo-turísticas, muito dependentes do turismo, foram particularmente fustigadas, para elas vai a nossa solidariedade.

Um sinal positivo, de normalização, a realização do Vilamoura Boat Show, de 5 a 13 de junho próximo e onde a vossa revista marcará presença. E a notícia que nos chegou de que no próximo ano teremos no Algarve a realização de um Congresso Internacional de Marinas e Portos de Recreio.

Quando escrevemos estas linhas a vacinação está a acelerar (um BRAVO ZULU ao Alm. Gouveia e Melo!) e perspetiva-se um verão menos mau, já com turistas. Que assim seja!

O Vice-Almirante Henrique Gouveia e Melo, responsável pela task force da vacinação da população portuguesa
O Vice-Almirante Henrique Gouveia e Melo, responsável pela task force da vacinação da população portuguesa

A esperança deverá ser sempre a última a morrer. E “estórias de sucesso” como a rede de Estações Náuticas, dinamizadas pelo Forum Oceano, a crescente participação de jovens no Desporto Escolar ou a da firma ROM Boats e da sua embarcação ROM 28, que publicamos com muito gosto neste número, recordam-nos que

depois da tempestade vem a bonança.

Por fim, uma palavra de despedida para o Cte. Joaquim Paes de Villas-Boas, meu camarada de curso e amigo, e também um estimado assinante e colaborador desta revista que o COVID 19 tragicamente levou; com sentidos pêsames para a sua querida família, que descanse em paz.

Pode ler a nossa edição em papel, subscrevendo uma assinatura: (edição em papel: 27,50€ para Portugal), (edição digital: 20,00€ para todo o Mundo) Pedidos para: assinaturas@revistademarinha.com ou por mensagem privada através do Facebook.