Editorial

Estimados leitores da Revista de Marinha,

Neste meu primeiro número como editora desta publicação, não poderia deixar de louvar o extraordinário trabalho do Senhor Almirante Alexandre da Fonseca, meu antecessor e atual Presidente do Conselho Consultivo Editorial, que reúne prestigiados especialistas, nos temas relacionados com as diferentes marinhas, de comércio, de guerra, de pesca, de lazer, de investigação oceanográfica, entre muitas outras atividades, bem como profundos conhecedores de todas as dinâmicas associadas aos oceanos, aos mares e aos rios.

O profundo trabalho efetuado pelo Senhor Almirante e seus antecessores, trouxe-nos até hoje, passando a caber-me a mim, a responsabilidade de manter este rumo, baseado na independência, na transversalidade a todas as atividades relacionadas com os oceanos, os mares e os rios e com o objetivo de informar sobre tudo o que acrescente valor.

O meu empenho nesta missão é enorme. Como enorme é o tamanho do desafio de continuar a informar todas as gerações sobre os oceanos, mares e rios, como tem vindo a ser feito desde 1937.

Tentarei que esta publicação reforce a sua transversalidade entre todas as gerações, pois as escolhas que fizermos agora, impactarão as vidas dos nossos filhos, dos nossos netos e de todas as gerações vindouras.

Quando tanto se fala de prepararmos as gerações atuais para um futuro cada vez mais desconhecido e incerto, uma das coisas mais impactantes que podemos fazer para os preparar para qualquer cenário, é colocar-lhes livros e revistas nas mãos e estimularmos o seu gosto e o prazer pela leitura que os vai levar a descobrir mundos que jamais imaginariam que poderiam existir.

Apesar do racionamento que existe atualmente no mercado do papel, estamos a conseguir, com limitações no número de páginas, continuar a apresentar a Revista de Marinha de forma impressa e voltar a expedi-la em envelope de papel, por correio, eliminando a 100% o uso de plástico. Num contexto de escalada do preço do papel, a decisão de substituir a embalagem de plástico pelo envelope em papel, sendo uma decisão que penaliza o orçamento, tinha que ser tomada em favor daquilo que é importante para nós, os oceanos, os mares e os rios e as suas gentes e comunidades que, em conjunto com os nossos leitores e as entidades que anunciam na nossa revista, são a razão de existência desta publicação.

Neste número que antecede a Conferência das Nações Unidas sobre os Oceanos, a Revista de Marinha apresenta uma antevisão deste prestigiado evento que se realiza em Portugal. O Secretário de Estado do Mar, José Maria Costa, o Vice-Presidente da Comissão Organizadora da II Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, Alexandre Leitão, o CEO da Fundação Oceano Azul, Tiago Pitta e Cunha e outros prestigiados especialistas, escrevem sobre a importância deste evento.

Seguindo a tradicional sequência de temas da Revista de Marinha, Nuno Sá, conceituado fotógrafo subaquático, abre a parte dedicada ao mergulho e náutica de recreio, com uma imperdível entrevista sobre os desafios da sua profissão. Importantes efemérides, como o Dia da Marinha, o Aniversário do Instituto de Socorros a Náufragos, as prestigiadas presenças da Fileira Alimentar do Mar, no maior evento internacional do setor e a dinâmica portuária portuguesa são relatadas na parte dedicada à atualidade.

As brilhantes crónicas da Revista de Marinha, encerram a atual edição.

Boas leituras!

Paula Marques

Editorial 1

 

Conselho Editorial

António Balcão Reis, António Peters, Armando Marques Guedes, Artur Pires, Assunção Cristas, Augusto Alves Salgado, Carlos Seixas da Fonseca, Eduardo de Almeida Faria, Élvio Leão, Fernando Paiva Leal, Francisco Espregueira Mendes, Isabel Paiva Leal, Isabel Pereira, Jaime Leça da Veiga, Janete Gonçalves, João Paulo Delgado, João Rodrigues Gonçalves, Joaquim Bertão Saltão, Joaquim Monteiro Marques, João Brito Subtil, João Fernandes Abreu, José Ribeiro e Castro, José Rodrigues Pereira, Luis Filipe Morazzo, Luís Miguel Correia, Luis Monteiro, Manuel Almeida Ribeiro, Manuel Oliveira Martins, Maria João Bebiano, Miguel Vieira de Castro, Nuno Fernandes Thomaz, Nuno Sardinha Monteiro, Orlando Temes de Oliveira, Paulo Gama Franco, Pedro Carvalho Esteves, Reinaldo Delgado, Rui Matos, Teófilo Pires Tenreiro e Victor Gonçalves de Brito.

Sobre o editor

Paula José Martins João Maio Marques, economista e docente no ensino superior.

 

 

Ir para a barra de ferramentas