Efemérides

Homenagem ao navegador vianês João Álvares Fagundes

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Presume-se que João Álvares Fagundes terá descoberto a Terra Nova por volta de 1520, há cerca de 500 anos.

Esta dedução baseia-se na carta de 1521 outorgada pelo Rei D. Manuel I concedendo ao navegador a posse e jurisdição das Ilhas Fagundas que ele descobriu na Baía de Placência na Terra Nova.

Descerramento de uma lápide alusiva à efeméride pelo Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Eng.º José Maria Costa e pelo capitão do porto de Viana do Castelo, Capitão-de-Fragata Luís José Sameiro Matias (imagem do autor)
Descerramento de uma lápide alusiva à efeméride pelo Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Eng.º José Maria Costa e pelo capitão do porto de Viana do Castelo, Capitão-de-Fragata Luís José Sameiro Matias (imagem do autor)

É singular a forma como o navegador pôs os nomes às ilhas designando-as segundo o santoral romano. A ilha de Santo António a 13 de junho, S. João a 24 e a 29 São Pedro. No mês de julho surgiram as duas ilhas de Sant’Ana no dia 26 e no dia 29 o arquipélago de São Pantaleão onde se situa a ilha de Pitigão. Em agosto não existem descobertas tudo levando a crer que estivessem entretidos na pesca do bacalhau. No dia 14 de setembro encontrou a ilha de Santa Cruz que apelidou de Fagunda, situada ao Sul do cabo Race e rumando para ocidente em busca do caminho de regresso foi dar ao arquipélago das Onze Mil Virgens no dia 21 de outubro. Existe outra teoria, que não nega a primeira, atribuindo as designações de S. João, S. Pedro, Santo António e Santa Ana aos nomes das quatro portas da muralha de Viana naquela época. Por outro lado, Onze Mil Virgens e S. Pantaleão eram devoções próprias dos mareantes de Viana enquanto que a Santa Cruz era veneração da família Fagundes.

O monumento a João Álvares Fagundes navegador vianês (1520) em Viana do Castelo (imagem do autor)
O monumento a João Álvares Fagundes navegador vianês (1520) em Viana do Castelo (imagem do autor)

Embora outros navegadores portugueses tivessem andado por essas paragens, é irrefutável a descoberta da Terra Nova por João Álvares Fagundes.

A decisão do município de Viana do Castelo homenagear a memória deste ilustre vianense nos 500 anos da descoberta da Terra Nova no Dia Nacional do Mar é o reconhecimento da importância que a descoberta da Terra Nova teve para a economia e desenvolvimento nacional para a época tal como atualmente o mar representa.

A lápide comemorativa dos 500 anos (imagem do autor)
A lápide comemorativa dos 500 anos (imagem do autor)
Manuel De Oliveira Martins

Manuel de Oliveira Martins, Comandante da Marinha Mercante, chefiou o Departamento de Pilotagem do Porto de Viana do Castelo de 1985 a 2001. Colabora com a Revista de Marinha desde agosto de 2017.

1 Comentário

  1. Schieder da Silva Responder

    Fiz a NATO de 77 e estivemos com a Magalhaes Correa em Halifax e depois para S.John e lä encontramos os pescadores de bacalhau que nos deram algum peixe.
    Pode ser que ainda haja alguèm por aì que se lembre desta viagem que foi muito interessante por acontecimentos unicos na vida das pessoas que fizeram esta viagem de cinco meses e oito dias ,e queira contar algumas coisas!

Comentar