Marinha de Guerra

Manuel Leão de Seabra é o novo presidente da AFZ

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A Associação de Fuzileiros tem novo Presidente da Direção Nacional

Realizou-se no passado dia 24 de março de 2018, no edifício sede da Associação de Fuzileiros (AFZ), no Barreiro, a Assembleia-Geral Eleitoral da AFZ durante a qual, entre outros assuntos, se procedeu à eleição dos titulares dos Órgãos Sociais para o biénio 2018 – 2019, designadamente Assembleia-Geral, Direção Nacional, Conselho Fiscal e Conselho de Veteranos.

afz, fuzileiros, armada, portugal, revista de marinha, fuzos, associação de fuzileiros, marinha portuguesa, marinha de guerra
Os sócios da AFZ, reunidos em Assembleia Geral (foto AFZ)

No ato de encerramento o novo Presidente da Direção, CMG FZ Manuel Leão de Seabra, usou da palavra referindo que este momento representa, acima de tudo, o encerrar de mais um capítulo do livro desta nossa Associação, fundada em 29 de março de 1977 e o início de um novo ciclo, a prosseguir na “esteira” dos valores cimentados numa herança de bem servir, construída por muitas gerações de distintos e corajosos fuzileiros. Somos a outra geração, herdeira da generosidade e dos valores, que vai saber merecer e honrar os que por cá passaram.

Manuel Leão de Seabra, Capitão-de-mar-e-guerra Fuzileiro é um duriense, nascido em Vandoma, Concelho de Paredes.  Ao longo da sua carreira de mais de 40 anos, comandou várias unidades de fuzileiros, particularmente o Batalhão de Fuzileiros nº 1 (BF1), em 2007-2009, num período em que integrou a força naval da NATO, SNMG1, no combate à pirataria a bordo dos NRP’s Corte Real e Álvares Cabral, no Oceano Índico. Cumpriu também diversas missões internacionais, em Angola, Timor, Moçambique e Cabo-Verde e neste momento, encontra-se na situação de reserva a prestar serviço na efetividade como Assessor de Comunicação do Comando Naval. Manuel Leão de Seabra, tem sido um membro bastante ativo da vida associativa, tendo nos últimos anos desempenhado as funções de vice-presidente da AFZ.

A terminar a sua alocução, o novo presidente da Direção Nacional, dirigiu um agradecimento sentido aos representantes dos Órgãos Sociais cessantes, designadamente ao Almirante Leiria Pinto, Presidente da Assembleia-Geral, ao Comandante José Ruivo, presidente da Direção Nacional e ao Comandante Cardozo Moniz, Presidente do Conselho fiscal.

Manuel Leão Seabra, presidente da AFZ, afz, fuzileiros, armada, portugal, revista de marinha, fuzos, associação de fuzileiros, marinha portuguesa, marinha de guerra
Manuel Leão de Seabra, o novo presidente da AFZ (foto AFZ)

Concluiu a sua intervenção, servindo-se da letra do Hino da AFZ, expressando:

Como outrora cruzámos os mares e lutámos em terras sem fim…, continuaremos a remar no rumo certo, “entre um rio de lodo e o capim”, mas também em costa aberta, levando este “bote” à praia de desembarque que tantas vezes nos recebeu e na qual ou a partir da qual conquistámos o prestígio, a consideração e o respeito universal. Só assim, embutidos neste espírito único, incomparável e inexplicável, manteremos viva a chama do nosso grito:

Fuzileiro uma vez, Fuzileiro para sempre

A Associação de Fuzileiros, uma instituição com 41 anos.

Criada em 1977, a AFZ é uma instituição sem fins lucrativos que congrega em especial fuzileiros, mas também outras pessoas que, voluntariamente, adiram aos princípios e aos valores, designadamente, de dignidade, amizade, camaradagem, solidariedade e entreajuda que são apanágio dos fuzileiros e estão plasmados no respetivo Estatuto.

A AFZ tem como missão e fins, para além de promover os laços e os contactos entre todos os que sentem orgulho em ostentar e ter ostentado a boina azul ferrete, salvaguardar, conservar e desenvolver os valores que sempre presidiram ao espírito dos Fuzileiros da Marinha de Guerra Portuguesa, bem como promover a elevação das qualidades cívicas e culturais dos seus membros, defender os direitos dos associados, seus cônjuges, ascendentes e descendentes – incluindo, no que respeita às responsabilidades de Portugal perante as consequências dos estados de guerra em que este se haja envolvido e procurar apoiar os sócios e seus familiares diretos, que se encontrem em dificuldades sociais, económicas ou de saúde.

A AFZ tem sede num bonito edifício no Barreiro e conta já com quatro delegações regionais no Douro Litoral (V.N. Gaia), na Beira Alta (Viseu), no Algarve (Albufeira) e em Juromenha/Elvas. Recentemente foi também criada a Delegação da Polícia Marítima, refletindo o desejo do elevado número de ex-militares FZ que integram aquele órgão de policia criminal.

Fonte: Associação de Fuzileiros