Marinha de Guerra

Marinha homenageia Vice-almirante Moreira Rato

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O nome VALM Moreira Rato foi atribuído ao Centro de Comunicações, de Dados e de Cifra da Marinha.

O Centro de Comunicações, de Dados e de Cifra da Marinha (CCDCM) é a interface(*) que liga as unidades da Marinha em terra e no mar. A Marinha, pela sua natureza, tem as suas unidades espalhadas por grandes distâncias, não podendo prescindir de estar em contacto regular e permanente com os seus comandantes, enviando diretivas e recebendo informações sobre as suas atividades. E hoje, na chamada idade da informação, esta inclui também muitos dados informáticos, atualizações de software dos vários sistemas a bordo, assim como códigos de cifra e dados sobre informação geográfica e oceanográfica, entre outros. É neste centro que toda essa informação é recolhida e distribuída.

O CCDCM foi inaugurado a 26 de outubro de 2005, numa cerimónia presidida pelo então Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio. A ativação deste centro permitiu a extinção do Centro de Comunicações e Cifra da Armada, do Centro de Comunicações do Alfeite e, ainda, a desativação da Estação Radionaval Comandante Nunes Ribeiro.

A recente decisão de atribuir o nome do VALM Moreira Rato ao CCDCM é um reconhecimento da Marinha ao contributo que aquele deu para a modernização e a excelência das comunicações na Marinha.

O então Capitão de Fragata Moreira Rato, na 23ª reunião dos EM Peninsulares, em Madrid, em março de 1977 (foto do arquivo do CALM Nunes da Silva)

O VALM Moreira Rato especializou-se em comunicações na então Escola de Mecânicos, instalada em Vila Franca de Xira. Ao longo da sua carreira foi Chefe do Centro de Comunicações da Armada, Diretor da Estação Radionaval de São Vicente, Diretor de Instrução da Escola de Comunicações, Chefe da Secção de Politica e Sistemas da Divisão de Comunicações do EMGFA e Chefe da 6.ª Divisão do Estado-Maior da Armada. Mas foi essencialmente a sua determinação, competência e sólido conhecimento na área das comunicações, aplicados quer na elaboração de doutrina, quer na modernização das técnicas de comunicações, que decisivamente contribuiram para o desenvolvimento da rede radiotelegráfica da Armada.

A efeméride foi assinalada com uma pequena e singela, mas significativa cerimónia presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, ALM António Silva Ribeiro, no passado dia 06 de dezembro de 2017.

(*) Pode saber mais informação sobre o CCDCM lendo o seu Regulamento Interno

Oficial da Marinha de Guerra. Especializou-se em submarinos, onde navegou cerca de seis anos. Foi representante nacional na NATO para Electronic Warfare e Psychologic Operations. Esteve colocado cerca de sete anos nos Açores onde foi Autoridade Marítima local. Em 1997 ganhou o prémio de melhor colaborador da Revista da Armada.