Portos

Porto de Viana do Castelo ruma à descarbonização

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Uma Fábrica de Conversores de energia das ondas vai ser construída no Porto de Viana do Castelo.

Está a ser criado no porto de Viana do Castelo um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D) para a produção de conversores de energia das ondas pela companhia sueca CorPower Ocean.

A notícia foi dada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) que explicou que a empresa sueca vai investir cerca de 16,3 milhões de euros naquele centro, contando com o apoio da União Europeia de 7,3 milhões.

A criação do centro no porto de mar da capital Alto Minhota resulta de uma parceria entre a CorPower Ocean e a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Vista do lado norte do novo edifício da CorPower. (imagem do autor)
Vista do lado norte do novo edifício da CorPower. (imagem do autor)

A aposta neste tipo de energia é um desafio importante para a região Norte e um contributo para o desenvolvimento da chamada «economia verde», através da aplicação de energias limpas.

Com este projeto fica reforçado o papel do Norte de Portugal em matéria de energias alternativas, consolidando Portugal uma posição de vanguarda mundial na inovação e no domínio de energias alternativas oceânicas.

Portugal dispõe de condições naturais ideais para o desenvolvimento deste projeto e a região Norte em particular com uma extensão de costa com cerca de 144 quilómetros.

Visão artiística dum campo de conversores CorPower Energia das ondas (descarbonização)
Visão artiística dum campo de conversores CorPower Energia das ondas

O Centro de Investigação e Desenvolvimento encontra-se em fase de conclusão e paralelamente está a ser criada uma equipa «em rápida expansão» como afirmou o administrador da CorPower Ocean, Patrik Moller.

O edifício que está a ser construído no porto de Viana do Castelo, em fase de acabamentos, destina-se ao fabrico, montagem final, manutenção e reparação de conversores de energia das ondas que serão instalados ao largo da praia da Aguçadoura. Está previsto para o próximo mês de março começar a operar em pleno.

Manuel De Oliveira Martins

Manuel de Oliveira Martins, Comandante da Marinha Mercante, chefiou o Departamento de Pilotagem do Porto de Viana do Castelo de 1985 a 2001. Colabora com a Revista de Marinha desde agosto de 2017.

Comentar