Etiqueta

conservação dos oceanos

Browsing

A nova espécie vulnerável já pode ser vista no aquário central.

O Oceanário de Lisboa recebeu dois visitantes do aquário de Gijon que vieram para ficar: os tubarões-de-pontas-brancas-de-recife. Estes icónicos animais nadam agora como embaixadores da sua espécie no imponente aquário central do Oceanário, para que todos possam conhecer a sua beleza e fragilidade e sensibilizar os visitantes para a urgência de proteção dos tubarões.

Os tubarões-de-pontas-brancas-de-recife são pacíficos para a espécie humana, habitam águas tropicais e pouco profundas, associados a recifes de coral e podem atingir um comprimento máximo de 2,13m. A principal ameaça a esta espécie é a sobrepesca pois o seu crescimento lento, maturidade tardia e baixa taxa de natalidade, dificultam a recuperação de declínios populacionais. Mas tal como outras espécies dependentes de recifes, as alterações climáticas que ameaçam os corais são também uma ameaça crescente para estes tubarões, uma vez que os corais sustêm a comunidade biológica dos recifes tropicais onde estes tubarões vivem e se alimentam.

Tubarão-de-pontas-brancas-de-recife_no aquário central do Oceanário de Lisboa (imagem Afonso Abreu)
Tubarão-de-pontas-brancas-de-recife_no aquário central do Oceanário de Lisboa (imagem Afonso Abreu)

Esta espécie tem um estatuto de conservação Vulnerável, de acordo com a última avaliação da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), publicada no passado dia 10 de novembro, estando agora mais ameaçada face à avaliação anterior.

Os aquários têm um papel fundamental na conservação da biodiversidade marinha, através do aumento do conhecimento científico de espécies pouco estudadas no seu habitat natural, mas também pelo papel que desempenham na educação e sensibilização para a proteção das espécies e habitats marinhos.

Venha conhecer os novos habitantes do Oceanário de Lisboa e aproveite as manhãs tranquilas de dezembro para usufruir da campanha “Manhãs para toda a família” que permite, por apenas 35 euros, o acesso para dois adultos e todas as crianças e jovens do agregado, até aos 18 anos, a todas as exposições do aquário (em vigor até 31 de janeiro 2021).

O Oceanário de Lisboa é um aquário público de referência mundial. O equipamento, um dos mais visitados em Portugal, tem como missão promover o conhecimento do oceano, sensibilizando para sua conservação através da alteração de comportamentos. O Oceanário desenvolve atividades educativas, colabora em projetos de investigação científica e de conservação da biodiversidade marinha que promovem o desenvolvimento sustentável do oceano.

 Fonte: Filipa Morais, Consultora de Comunicação,