Etiqueta

Força Aérea Portuguesa

Browsing

No ano que terminou, o sistema nacional de busca e salvamento foi responsável pelo salvamento de quase 1 pessoa em cada 2 dias.

Segundo os dados revelados pelo Serviço de Informação e Relações Públicas do Estado-Maior da Armada, Portugal conseguiu na última década resgatar com vida 6.281 pessoas, o que corresponde a quase duas pessoas por dia.

Os Centros Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo nacionais são operados por militares da Marinha num regime de trabalho de 24 horas por dia e 7 dias por semana, garantindo a coordenação de todas as ações SAR nas Regiões de Busca e Salvamento Nacionais. (imagem Marinha Portuguesa)
Os Centros Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo nacionais são operados por militares da Marinha num regime de trabalho de 24 horas por dia e 7 dias por semana, garantindo a coordenação de todas as ações SAR nas Regiões de Busca e Salvamento Nacionais. (imagem Marinha Portuguesa)

A coordenação das ações de salvamento no mar está a cargo dos Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa, de Ponta Delgada e do Sub-Centro do Funchal, que no ano passado intervieram em 314 ações de busca e salvamento marítimo das quais resultaram 183 vidas salvas, sendo que 97 foram resgatadas durante a crise pandémica da COVID-19.

Para o sucesso do Sistema de Busca e Salvamento contribuem diferentes organizações e são empenhados meios de diversas entidades nomeadamente da Marinha de Guerra Portuguesa, da Autoridade Marítima Nacional, da Força Aérea Portuguesa e outros recursos e meios pertencentes à Estrutura Auxiliar do Sistema Nacional de Busca e Salvamento, em especial do Instituto Nacional de Emergência Médica – Centro de Orientação de Doente Urgentes no mar (INEM CODU-MAR), dos Serviços Nacionais e Regionais de Proteção Civil e Bombeiros, das Administrações Marítimas e Portuárias, entre outros organismos. Realça-se ainda o apoio prestado por muitos navios mercantes nas ações de busca e salvamento, desviando-se das suas rotas comerciais para prestarem o auxílio necessário, sempre coordenados pelos Centros Nacionais – MRCC Lisboa e MRCC Delgada.

A área de responsabilidade nacional de busca e salvamento marítimo totaliza cerca de 5.700.000 Km2, o que equivale a 62 vezes a área terrestre nacional. A taxa de sucesso anual do serviço nacional de busca e salvamento marítimo situa-se, em média, acima dos 90%, distinguindo-se como um valor de referência a nível mundial. Cada ponto representa uma ocorrência SAR (search and rescue), em 2017 (imagem Google Earth e Marinha Portuguesa)
A área de responsabilidade nacional de busca e salvamento marítimo totaliza cerca de 65.700.000 Km2, o que equivale a 62 vezes a área terrestre nacional. A taxa de sucesso anual do serviço nacional de busca e salvamento marítimo situa-se, em média, acima dos 90%, distinguindo-se como um valor de referência a nível mundial. Cada ponto representa uma ocorrência SAR (search and rescue), em 2017
(imagem Google Earth e Marinha Portuguesa)

Os Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo foram já reconhecidos nacional e internacionalmente com diversos prémios.

(fonte Marinha Portuguesa)