Etiqueta

Grupo Martifer

Browsing

O paquete WORLD EXPLORER, primeiro navio oceânico de cruzeiros construído em Portugal, foi batizado em Viana do Castelo a 6 de abril, numa cerimónia de gala que contou com a presença das mais altas individualidades e cerca de 400 convidados recebidos pelo armador Mário Ferreira, nitidamente orgulhoso do seu WORLD EXPLORER.

Ambiente de festa, com Carla Bruni a cantar e encantar e a batizar o novo afilhado WORLD EXPORER perante o Primeiro Ministro António Costa, membros do Governo, altas patentes militares, gente influente do mundo dos cruzeiros internacionais e da finança e muita da fina flor da melhor sociedade portuense: e houve de facto muito a celebrar, o primeiro navio de passageiros digno desse nome construído em Portugal, o nascimento da nova empresa armadora Mystic Cruises, o renascimento dos estaleiros navais em Viana pela mão da West Sea (Grupo Martifer) e um momento histórico para o Mar Português que normalmente esquece a Marinha Mercante, neste caso em versão turística.

António Costa chega à cerimónia acompanhado por Mário Ferreira (Foto Luís Miguel Correia)
Carla Bruni, Paula Paz Ferreira e Mário Ferreira no momento do batismo. (Foto Luís Miguel Correia)

A festa foi inesquecível, os anfitriões foram inexcedíveis e o navio é muito melhor do que inicialmente imaginei, marca de facto uma nova era na longa história dos navios de passageiros portugueses e já tem réplicas anunciadas: em novembro foram encomendadas mais duas unidades gémeas, WORLD VOYAGER e WORLD NAVIGATOR, com estreias em 2020 e 2021, e sabemos que está a ser finalizada uma  nova classe de navios, maiores, de forma a que a frota da Mystic Cruises seja uma realidade inequívoca na próxima década no segmento de cruzeiros de expedição, nicho de mercado que não tem parado de crescer.

Áreas comuns principais do WORLD EXPLORER
Planta dos pavimentos do WORLD EXPLORER
O restaurante do WORLD EXPLORER
Cabine Varanda do WORLD EXPLORER

 O WORLD EXPLORER deve entrar ao serviço em junho, vai operar no Norte da Europa e Mediterrâneo com as cores da Nicko Cruises, a empresa alemã de Mário Ferreira, e em outubro vai navegar até ao Brasil para uma série de cruzeiros pela Antártida, fretado à Quark Expeditions. No Verão de 2020 vai navegar fretado à operadora francesa Rivages du Monde, que tem utilizado o ASTORIA (ex-AZORES / ATHENA) nos últimos anos.

O WORLD EXPLORER é um navio de cruzeiros com o casco reforçado para navegação em mares gelados. O projeto é do arquiteto naval italiano Giuseppe Tringali, que conseguiu apresentar um navio de design clássico, mas moderno, elegante e funcional. Com 9.271 GT (arqueação bruta), 126 m de comprimento e 19 m de boca, o WORLD EXPLORER tem lotação para 200 passageiros e 110 tripulantes.

O arquiteto naval italiano Giuseppe Tringali

Houve o cuidado de equipar o navio com a tecnologia mais evoluída e amiga do ambiente, com destaque para a propulsão híbrida diesel-eléctrica, fornecida pela Rolls Royce, que permite grande flexibilidade e economia de operação. Com 2 hélices de passo variável, o WORLD EXPLORER tem 16 nós de velocidade e está registado na Madeira, tendo, portanto, bandeira portuguesa.

O bolbo e os propulsores de proa do WORLD EXPLORER (foto Mário Ferreira)

Mário Ferreira tornou-se armador em 1993 com a compra do cacilheiro CASTELO à Transtejo, com que iniciou a aventura dos cruzeiros no Douro. Em 1996 surgiu a Douro Azul e a frota foi crescendo tornando-se uma referência mundial. Em paralelo há muito que outro projeto aguardava concretização: os cruzeiros oceânicos. O WORLD EXPLORER aparece agora na altura certa e tudo está a ser feito para que o projeto se afirme no mercado internacional, trabalhando com grandes operadores num mundo exigente e competitivo.

O WORLD EXPLORER visto à vertical (foto Mario Ferreira)

Gostei de tudo o que observei em Viana do Castelo a 6 de abril: um Armador com “A” grande, com navios e projetos de crescimento, um estaleiro em rota de sucesso a fazer navios de tecnologia avançada e com as docas de reparação cheias; muitas caras conhecidas com a “camisola” da Mystic Cruises, a começar pelo comandante do WORLD EXPLORER, o Capitão da Marinha Mercante Filipe Sousa, que em 2015 fez o último cruzeiro do FUNCHAL e posteriormente comandou os paquetes da Cruise & Maritime Voyages, rodeado de uma equipa de excelentes oficiais da marinha mercante, portugueses, todos envolvidos no arranque de uma nova companhia que ainda há pouco parecia um sonho difícil de atingir. O rosto de todas estas grandes navegações portuguesas chama-se Mário Ferreira, a quem saudamos com entusiasmo, desejando-lhe e às empresas e navios o maior sucesso.