Etiqueta

lobo marinho

Browsing

Segundo a Porto Santo Line, os trabalhos de manutenção do LOBO MARINHO visaram também reforçar a sustentabilidade ambiental.

O ferry LOBO MARINHO largou do Porto do Funchal, pelas 18h00 do dia 5 de janeiro, rumo a Viana do Castelo para efetuar a docagem de manutenção anual.

A Porto Santo Line selecionou o estaleiro minhoto WEST SEA para realizar a manutenção que este ano exigiu uma profunda intervenção no navio. Este ano a fatura ascendeu a 1,5 M€, verbas que, segundo o armador, foram inteiramente por si suportadas, pois embora operando no âmbito de uma concessão de serviço público, não usufrui de quaisquer indemnizações compensatórias do Estado ou da Região Autónoma da Madeira.

Trabalhos em doca de preparação das obras vivas para pintura. (imagem PSL)
Trabalhos em doca de preparação das obras vivas para pintura. (imagem PSL)
Técnicos da HEMPEL durante a pintura das obras vivas do ferrry do Grupo Sousa (imagem PSL)
Técnicos da HEMPEL durante a pintura das obras vivas do ferrry do Grupo Sousa (imagem PSL)

À chegada a Viana do Castelo no dia 7 de manhã, entrou na Doca nº1, onde foram realizados os trabalhos com o navio a seco. Como é normal neste tipo de intervenção, as obras vivas (parte do casco abaixo da linha de água) foram todas limpas e pintadas, tendo a Porto Santo Line investido na aplicação de um esquema inovador de pintura em silicone. A tinta utilizada, HEMPAGUARD X7, é um produto sem compostos organoestânicos, em conformidade com a International Convention on the Control of Harmful Antifouling Systems on Ships, adotada pela IMO em Outubro de 2001, mas com elevadas propriedades de defesa contra incrustações no casco e seus apêndices, proporcionando uma grande redução do atrito do navio na água e associando a proteção do ambiente marinho à diminuição das emissões de gases poluentes para a atmosfera (CO2, NOx, SOx e Partículas).

Inspeção da linha de veios de estibordo (imagem PSL)
Inspeção da linha de veios de estibordo (imagem PSL)
O navio da Porto Santo Line, assente nos picadeiros da doca seca da West Sea (imagem PSL)
O navio da Porto Santo Line, assente nos picadeiros da doca seca da West Sea (imagem PSL)

Foram cinco semanas de trabalhos em estaleiro, findos os quais o navio foi inspecionado e certificado nas condições técnicas e de segurança para poder voltar a operar na linha diária de transporte marítimo de passageiros, viaturas e carga, entre as ilhas da Madeira e do Porto Santo.

As novas inscrições de registo no casco suscitaram a curiosidade dos entusiastas de navios da Madeira.

Segundo o blog do Clube de Entusiastas de Navios, a chegada do navio ao Funchal, no dia 11 de fevereiro pelas 10h, atraiu muitos curiosos que estranharam uma peculiar alteração no navio. No lugar do antigo nome do porto de registo MADEIRA, ostentava agora a palavra PORTUGAL. De facto, esta alteração reflete as novas normas de registo de navios, publicadas em abril de 2020 na CIRCULAR N.º 58 da Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, mais precisamente no parágrafo 3.3.2, que define as inscrições a marcar “nos navios ou embarcações às quais sejam aplicáveis regras estabelecidas em convenções internacionais ou na legislação ou regulamentação da União Europeia”.

À chegada ao Funchal o navio ostentava o nome de porto de registo Portugal, em substituição de Madeira(imagem Sérgio Ferreira CEN)
À chegada ao Funchal o navio ostentava o nome de porto de registo Portugal, em substituição de Madeira(imagem Sérgio Ferreira CEN)

Uma vez no Funchal, toda a tripulação foi testada para despiste à Covid-19, ao que seguiu 7 dias de quarentena dentro do ferry e um segundo teste. No dia 1 de março, cumpridos todos os protocolos sanitários, o LOBO MARINHO retomou as ligações entre a cidade do Funchal e a Ilha do Porto Santo. Os passageiros têm, a partir de agora, a obrigatoriedade de apresentar na altura do embarque um teste PCR negativo efetuado nas últimas 72h, uma medida de proteção da população do Porto Santo que está sem nenhum caso ativo da Covid-19.

O LOBO MARINHO a largar do Funchal. A Porto Santo Line mantém uma linha diária de transporte de pessoas, viaturas e carga, entre as ilhas da Madeira e do Porto Santo (imagem PSL)
O LOBO MARINHO a largar do Funchal. A Porto Santo Line mantém uma linha diária de transporte de pessoas, viaturas e carga, entre as ilhas da Madeira e do Porto Santo (imagem PSL)

Fontes:

Clube de Entusiastas de Navios

Porto Santo Line