Etiqueta

sacor II

Browsing

O SACOR II é um sobrevivente.

Apesar da sua jovem idade, pois “nasceu” há pouco mais de cinco anos, já passou por inúmeras dificuldades e contrariedades. Mas sendo filho único, ou seja, o único navio da SACOR MARÍTIMA, SA, e na tradição dos “sobreviventes”, é um trabalhador incansável todos os dias correndo Tejo abaixo, Tejo acima na sua labuta diária como navio tanque para operações portuárias de bunker, vulgarmente conhecido como barcaça de combustível.

Um sobrevivente no Tejo 57

O “nascimento” do SACOR II

A sua construção iniciou-se nos ENP-Estaleiros Navais de Peniche em 24 de Abril de 2010 e foi tão demorada e problemática que esteve para ser desmantelado ainda não estava pronto. Teve inclusive “problemas” com a Justiça, pois veio referido no famoso processo judicial “face oculta”. Mas felizmente, ao longo da sua construção, foi possível corrigir os aspetos negativos, concluir a construção estrutural e executar o aprestamento do casco.

Um sobrevivente no Tejo 58

O navio fez “provas de mar”, entre fins de novembro a meados de dezembro de 2011, tendo sido aceite pela sociedade classificadora Rinave. Foi entregue ao armador dia 29 de fevereiro de 2012 no porto de Peniche

As características do navio

O SACOR II, tem 75 metros de comprimento (69 metros entre perpendiculares), uma boca de 14 metros e desloca 2.500 tons. A velocidade máxima atingida foram 12,2 nós, sendo a velocidade operacional de 10 nós; apresenta excelente manobrabilidade fruto do efeito conjugado do leme e de dois hélices azimutais. SACOR MARÍTIMA, do.

Relembramos que o seu armador é também ele um sobrevivente, sendo a única empresa que resta da antiga SACOR, que em 1975 foi integrada na Petrogal.

(Fotos de Luís Miguel Correia)