Portos

Viana do Castelo entra na era do Gás Natural

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Decorreu com sucesso no último domingo, a operação de fornecimento de gás natural ao car-ferry «Sicilia» do armador Balearia Eurolineas Maritimas, SA., que se encontrava desde fevereiro nos estaleiros da WESTSEA em reparação para reconversão do sistema de propulsão para Gás Natural Liquefeito (GNL).

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) disponibilizou a infraestrutura portuária do porto de Viana do Castelo, para possibilitar o abastecimento do navio «Sicilia» daquele produto menos poluente em emissões de CO2 em cerca de 30%.

Viana do Castelo entra na era do Gás Natural 50Este acontecimento constituiu um marco importante para o porto de Viana do Castelo, sendo a primeira vez que ocorreu em portos geridos pela APDL. Esta operação rodeada de procedimentos rigorosos e adequados, conforme recomendações internacionais e nacionais, insere-se no Quadro de Ação Nacional para a criação de uma infraestrutura para Combustíveis Alternativos segundo a RCM 88/2017 que visa a possibilidade de abastecimento de GNL a navios nos principais portos nacionais até 2025.

Para o sucesso desta operação foi essencial o planeamento e concertação das empresas; APDL, WESTSEA, BALEARIA, e a ESK (empresa especializada no transporte de Gases Liquefeitos e Criogénicos. Para além destas empresas contou ainda com a colaboração de outras entidades portuárias e dos Bombeiros. Na supervisão de todo o processo a APDL recorreu à Sociedade Geral de Superintendência, (SGS) que conjuntamente com a equipa técnica interna da APDL acompanharam todos os trabalhos.

Viana do Castelo entra na era do Gás Natural 51Para poder receber o GNL os estaleiros da WESTSEA instalaram no navio um tanque com capacidade para 425 m3, adaptaram os motores do car-ferry e fizeram intervenções apropriadas na casa das máquinas, montaram sensores de monitorização em tempo real que permitem a avaliação dos consumos e das emissões de CO2. A instalação de tecnologia «smart ship», constituída por rede wi-fi, WhapsApp, Smart TV e acesso aos camarotes através de código QR, foi outro aspeto considerado na modernização do navio «Sicilia» e efetuado pelos estaleiros navais da WESTSEA.

De destacar a redução de 30% de emissões de CO2 através deste sistema de propulsão instalado pela WESTSEA e a capacidade de fornecimento de CNL com segurança e eficiência pela APDL, através do porto de Viana do Castelo.

Manuel De Oliveira Martins

Manuel de Oliveira Martins, Comandante da Marinha Mercante, chefiou o Departamento de Pilotagem do Porto de Viana do Castelo de 1985 a 2001. Colabora com a Revista de Marinha desde agosto de 2017.

Comentar