Náutica de Recreio

Vilamoura International Boat Show 2019

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Espelho do dinamismo do sector da Náutica de Recreio

De 8 a 16 de junho realizou-se o Marina de Vilamoura International Boat Show, evento que se realiza desde 1997 e que anualmente leva milhares de interessados, nacionais e estrangeiros, a esta zona do Barlavento Algarvio, tendo-se constituído ao longo dos anos num verdadeiro pólo de atracão dos amantes da náutica.

Durante nove dias o evento teve as portas abertas das 11h00 às 21h00, numa organização da Marina de Vilamoura com o apoio da FIL – Feira Internacional de Lisboa.

a bandeira azul do International Boat Show de Vilamoura (foto IBS)
A bandeira azul do International Boat Show de Vilamoura (foto IBS)

O International Boat Show é um dos mais expressivos eventos náuticos de todos quantos se realizam se realizam anualmente no nosso País, reunindo um importante número de embarcações das mais conhecidas marcas internacionais, novas e usadas, promovendo em simultâneo o lançamento de novos produtos para os amantes da náutica de recreio.

O evento reuniu não só embarcações de todas as tipologias ao longo do plano de água da Marina de Vilamoura, a seco e a nado, bem como representantes de marcas de acessórios, equipamentos e serviços integrados.

algumas das embarcações expostas no salão (foto IBS)
Algumas das embarcações expostas no salão (foto IBS)

Entre as marcas de embarcações presentes destacavam-se a Azimut, Faireline, Sanlorenzo, Windy, Absolute, Greenline, Princess, Chapparal, Joker Boat, Sealver Waveboat, Sunseeker, Chris Craft, Austin Parker, Monterey Boats, Rodman, Sessa Marine, Starfisher, Supra Boats, Moomba Boats, Yamaha e a Sun Concept, entre muitas outras.

Era notório por parte das marcas presentes o sentimento “de que este ano esteve sensivelmente o mesmo número de pessoas em termos de público, mas fizeram-se mais negócios durante a feira”.

embarcações expostas no salão (foto IBS)
Embarcações expostas no salão (foto IBS)

Também houve maior número de contactos por parte de interessados, o que permite antecipar que haverá mais vendas no período pós-feira. Esperamos que assim aconteça.

…uma boa parte dos negócios realizados durante a feira foram feitos com estrangeiros a residir em Portugal, mormente na região do Algarve 

Curiosamente, ou talvez não, uma boa parte dos negócios realizados durante a feira foram feitos com estrangeiros a residir em Portugal, mormente na região do Algarve, conforme também tivemos oportunidade de constar nos diálogos havidos com os diferentes expositores durante os dois dias em que estivemos em Vilamoura.

Para além da World Première do CAT 12.0, o catamarã movido a energia solar da Sun Concept, durante a qual a Revista de Marinha esteve presente a convite dos responsáveis da empresa e sobre a qual faremos um relato circunstanciado, também houve novidades a nível de outras marcas.

o stand da Yamaha na zona de exposição na marginal (foto IBS)
O stand da Yamaha na zona de exposição na marginal (foto IBS)

A Yamaha teve um Stand dedicado ao seu motor ícone, o XTO OFFSHORE, bem como algumas das marcas motorizadas por motores da marca Yamaha, casos d YAM, CAPELLI e DIPOL.

Durante nove dias milhares de pessoas passearam-se pelos diferentes stands para ver, sonhar e para comprar o que deu um grande dinamismo ao Marina Vilamoura International Boat Show.

bonito panorama da marina de Vilamoura ao entardecer (foto IBS)
Bonito panorama da marina de Vilamoura ao entardecer (foto IBS)

 

Eduardo Almeida Faria

Licenciado em gestão, tem uma larga experiência no associativismo desportivo, é especialista no tema da Náutica de Recreio, tendo feito parte do Conselho Nacional da Náutica de Recreio e, no âmbito do Fórum Oceano, integrado o Grupo Dinamizador do Portugal Náutico. É autor da obra “Náutica de Recreio em Portugal – Um pilar do Desenvolvimento Local e da Economia do Mar” e de inúmeros artigos e noticias na Revista de Marinha e no Jornal da Economia do Mar. Como desportista náutico tem muitas milhas percorridas pela costa portuguesa e pelo Mediterrâneo em veleiros de cruzeiro, quer em lazer, quer em regata.

Comentar